Últimas
Colunas

NOVA PALMEIRA PB: Após perseguição, filho de vereador morre em acidente de moto na PB 177

Neste domingo (09/11), por volta das 22:30 h, um grave acidente foi registrado na PB 177, levando a óbito o jovem Airton de Solto de Medeiros (24), conhecido como Airtinho, filho do vereador Ailton Gomes do município de Nova Palmeira.

Segundo informações de testemunhas, Airtinho estava bebendo com Manoel Rinaldo dos Santos Filho (24), popularmente conhecido por Rinaldinho, que saíram em uma moto de Nova Palmeira sentido Pedra Lavrada, em busca de um rapaz desconhecido que circulava na cidade num triciclo, que provavelmente tinham tido desavenças minutos antes do acontecido.

Chegando nas proximidades do km 50 da PB 177, ao lado da placa da entrada de Nova Palmeira, saída para Pedra Lavrada, o triciclo colidiu com a moto ocupada por Airtinho e Rinaldinho. Ambos foram ao chão, deixando Rinaldinho com uma fratura na perna direita. Não satisfeito, Airtinho levantou a moto, que se encontrava sem farol, e saiu em busca do triciclo. Na 'Curva do Caldeirão', nas proximidades do km 46 da PB 177. Airtinho foi encontrado morto e a moto parcialmente destruída em consequência da queda ocorrida na curva.

Foto: Alex Barros/NPN Notícias

Como se não bastasse, um Celta prata, conduzido por um popular da cidade de Sossego, conhecido por Alonso, que apresentava sinais de embriagues, colidiu na traseira do um veículo, um Renault Stepway, de outro vereador de Nova Palmeira que estava parado no local, não deixando ninguém ferido. Segundo informações de curiosos que estavam no local, ele já tinha colidido com o carro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que prestava socorro a Rinaldinho no primeiro acidente. A Polícia Militar que estava no local, prendeu em flagrante o motorista do Celta.

Rinaldinho foi conduzido pela SAMU para o Hospital Regional de Picuí, e segundo informações de parentes, ele passa bem.

O corpo da vitima fatal será recolhido pela Gerência de Medicina e Odontologia Legal (GEMOL) de Picui e encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Campina Grande.

Alex Barros/Nova Palmeira Notícia